Formas de vida

Loading

What's New

By understanding livelihoods—that is, the options available to people to obtain food and income and engage in trade—food security analysts can anticipate how households of different socio-economic groups cope with a shock, such as a drought, flood, market disruption, or conflict. To inform its integrated food security analysis, FEWS NET continuously expands and updates its livelihoods knowledge base.  Here are the latest additions:

Guinea – In 2016, FEWS NET, in collaboration with the Permanent Inter-State Committee for the Fight Against Drought in the Sahel (CILSS), and partners: The Ministry of Agriculture, Livestock and Fisheries of the Government of the Republic of Guinea, the Institut de Recherche Agronomique de, the UN Food and Agricultural Organization (FAO), the UN World Food Programme (WFP), and non-governmental agencies, revised and updated the livelihood zone map and descriptions for Guinea. The livelihood zones descriptions have been produced as a knowledge base for the surveillance activities of FEWS NET in the country.
Products: Livelihoods Zone Map and Descriptions

Guatemala – The updating of the national livelihood zones map and livelihood profiles was carried out jointly by the SESAN, FAO, ACF, COOPI, WFP and FEWS NET, and jointly funded by the United States Agency for International Development (USAID) and the aforementioned partners. This Livelihood Profiles document aims to describe how rural populations live in different areas of Guatemala. Understanding of how people usually make ends meet is essential for assessing how livelihoods will be affected by acute or medium term economic or ecological change and for planning interventions that will support, rather than undermine, their existing survival strategies.
Products: Livelihood Zone Profiles

DRC – This product is the result of inter-agency collaboration. The overall livelihood zoning exercise was carried out under the aegis of the DRC national Vulnerability Assessment Committee (DRC VAC). The SADC Regional Vulnerability Assessment and Analysis Programme (RVAA), with its Regional Vulnerability Assessment Committee, has long supported livelihood zoning in the region. In association with them and the CARDNO regional office in Gaborone, the DRC VAC implemented a livelihood zoning exercise for Bas-Congo and Bandundu provinces, and later for Equateur, East Kasaï Occidentale and West Kasaï provinces. FEWS NET to complemented this initiative by delivering livelihood zoning for Orientale, Maniema, North Kivu, South Kivu and Katanga provinces, i.e. roughly the eastern half of the country.  
Products: Consolidated Report on Livelihood Zones

Livelihood Products

Mapas de Zonas

O mapa das zonas de formas de vida ilustra o país por zona, indicando as áreas onde as pessoas geralmente têm as mesmas opções para obtenção de alimentos e rendimentos e se dedicarem ao comércio. 

Descrição das formas de vida

A descrição das zonas das formas de vida acompanha um mapa da zona, contendo uma descrição breve das principais características dos padrões das formas de vida nessa zona. Os mapas e descrições, que identificam as variáveis relevantes pela geografia, são úteis para informar o desenvolvimento de sistemas de monitorização.

Perfil das formas de vida

O perfil das formas de vida descreve resumidamente os grupos sociais e compara as diversas fontes de alimentos e rendimentos de cada uma. O perfil fornece uma base para a compreensão de como e se os diferentes grupos podem estar vulneráveis aos “choques” como as secas, inundações, conflitos ou a perturbação dos mercados. Nos últimos anos, a FEWS NET ampliou os seus perfis através de um exercício de rastreio que incluiu informações de base adicionais sobre: diferenças dos meios de subsistência entre os pobres e os privilegiados, perigos comuns na área, calendários sazonais e um calendário de consumos focado nos pobres. Estes perfis de zonas de formas de vida mais (livelihood zoning plus) estão disponíveis para 24 países.

Informação de base sobre as formas de vida

A informação de base sobre as formas de vida disponibiliza uma análise quantificável de opções de meios de subsistência do agregado familiar. Inclui uma análise detalhada dos padrões alimentares, numerário e despesas, assim como a capacidade de resposta dos vários grupos sociais. A informação de base também destaca os padrões de mercado e as restrições e as oportunidades para crescimento económico. Utilizadas para análise dos resultados, as informações de base podem quantificar e medir o impacto dos choques sobre os agregados familiares. A análise é muito útil no planeamento da assistência humanitária, especialmente na previsão de se e quando é necessária, quantas pessoas podem ser afectadas e que tipo de assistência será mais útil.

Calendário de monitoria sazonal

O calendário de monitoria sazonal combina um calendário sazonal com informações sobre as fontes de rendimentos e alimentares por grupo social. O documento destaca as variáveis importantes para cada grupo social, por zona. O calendário é uma boa referência no desenvolvimento de um plano de monitorização.

About Livelihoods


Formas de vida

A análise das formas de vida é uma pedra angular do conhecimento de base da FEWS NET. Ao examinar as formas de vida — isto é, as formas pelas quais as pessoas obtêm alimentos e rendimentos e se dedicam ao comércio — entendemos mais claramente como são vulneráveis a determinados eventos. A força desta análise está em compreender os padrões de vida de todos os grupos sociais, juntamente com as suas interacções e interdependências.

A FEWS NET utiliza a abordagem das formas de vida para analisar particularmente como é que os grupos sociais pobres lidam com os “choques” ou os “perigos,” como a seca, as inundações, as perturbações dos mercados ou os conflitos. Como é que a falta de chuva afecta os pastores no Mali, que esgotaram as suas reservas de alimentos? Se as pragas destruíram as plantações numa zona de cultivo de algodão na Zâmbia, o que é que os trabalhadores sazonais podem fazer para obter rendimentos?  Estes agregados familiares enfrentarão défices alimentares ou encontrarão outras formas de sobrevivência?

market.jpg

Market - Burkina Faso
Market - Burkina Faso
Relativamente ao aviso prévio de insegurança alimentar, a análise das formas de vida apresenta uma visão valiosa sobre a capacidade dos agregados familiares como estes, para lidarem com os choques. A análise também disponibiliza informações detalhadas para o planeamento da assistência humanitária e monitorização contínua.

Durante mais de uma década, a FEWS NET usou a Abordagem da Economia Familiar (HEA) como o enquadramento para o seu trabalho sobre formas de vida. O que distingue a HEA de outros tipos de análises das formas de vida é a utilização do agregado familiar como unidade de referência para examinar como as pessoas acedem aos bens de que necessitam para sobreviver e prosperar.

About FEWS NET

A Rede de Sistemas de AlertaPrecoce de Fome é líder na provisão de alertas precoces e análises relativas à insegurança alimentar. Estabelecida em 1985 com o fim de auxiliar os responsáveis pela tomada de decisões a elaborar planos para crises humanitárias, a FEWS NET provê análises baseadas em evidências em cerca de 35 países. Entre os membros implementadores refere-se a NASA , NOAA, USDA e o USGS, assim como a Chemonics International Inc. e a Kimetrica. Leia mais sobre o nosso trabalho.

  • USAID Logo
  • USGS Logo
  • USDA Logo
  • NASA Logo
  • NOAA Logo
  • Kilometra Logo
  • Chemonics Logo